AVALIAÇÃO DOS AGREGADOS GRAÚDOS DISPONÍVEIS PARA COMERCIALIZAÇÃO NO VALE DO RIO CUIABÁ

Mato Grosso é um dos estados do Brasil de maior extensão. Diante dessa realidade há grande variação nas características das jazidas onde os agregados graúdos são extraídos. Embora os agregados sejam teoricamente considerados materiais inertes, na produção do concreto convencional, é de extrema importância o estudo de suas características físicas e químicas. O objetivo deste estudo é realizar o comparativo das características e propriedades de três agregados graúdos (seixo rolado, granito e calcário) utilizados na confecção de concreto convencional, no estado fresco e endurecido. Foram coletados os agregados graúdos em três jazidas diferentes, sendo cada jazida em um município diferente da Região Metropolitana do Vale do Rio Cuiabá e realizados ensaios para caracterização. O agregado graúdo de origem granítica apresentou 1% de absorção e a calcária e seixo 2% cada. Em contrapartida a calcária apresentou 16% de abrasão Los Angeles, enquanto que a granilitica apresentou 26,9% e o seixo 32,3%. Quando analisada a resistência do concreto aos 28 dias em mesmo traço unitário, variando apenas os agregados graúdos, o concreto com agregado graúdo granítico obteve 37,0 MPa, a calcária 33,7 MPa e o com seixo 30,4 MPa. 

CORREA, M. A. ; RIBEIRO, K. F. A. ; VALIN JR, M. O. . Avaliação dos agregados graúdos disponíveis para comercialização no Vale do Rio Cuiabá. In: Encontro em Engenharia de Edificações e Ambiental, 2015. Anais do 3° Encontro de Engenharia e Edificações Ambiental, 2015. v. 3.