Verificação de manifestações patológicas em condomínios residenciais do programa “Minha Casa, Minha Vida” ocasionados por falta de manutenção preventiva da Baixada Cuiabana

Conceitos de qualidade e desempenho devem estar presentes na construção de empreendimentos habitacionais. O custo para prevenir erros e aumentar o controle é sempre menor do que o de corrigi-los, pois quando uma patologia é constatada, sua recuperação é mais difícil e demorada. O tempo de vida útil de uma edificação é resultado de uma série de fatores inerentes ao projeto, procedimentos executivos, materiais empregados, condições de utilização e eventuais solicitações não previstas. A presente pesquisa tem como objetivo, identificar as principais patologias encontradas nos condomínios do Programa Minha Casa Minha Vida no pós-ocupação pelos moradores e também aqueles já existentes na entrega no imóvel. A metodologia adotada consistiu de entrevistas e verificações in loco em condomínios. As patologias mais frequentes identificadas estão relacionadas a infiltrações, problemas com pisos, esgoto e esquadrias. Também foi constatado que a maioria dos moradores não possui ou nunca leram o manual do proprietário, que possui informações sobre as manutenções preventivas que são fundamentais para minimizar a ocorrência das patologias e consequente manutenção corretiva.

SOARES, R. C. ; RIBEIRO, K. P. C. ; VALIN JR, M. O. ; ROCHA, A. F. . Verificação de manifestações patológicas em condomínios residenciais do programa Minha Casa, Minha Vida ocasionados por falta de manutenção preventiva da Baixada Cuiabana. In: 1 Congresso Brasileiro de Patologia das Construções CBPAT, 2014, Foz do Iguaçu. 1 Congresso Brasileiro de Patologia das Construções CBPAT, 2014.